Transfer aeroporto
Hotéis em promoção
  1. Fecha de llegada
  2. Fecha de salida
Hoteles con Encanto
Voos baratos

Lisboa em 48 horas

Montamos um roteiro para você conhecer o imprescindível de Lisboa em 48 horas.

Tarde do dia de chegada: A Baixa

Praça dos Restauradores
Praça dos Restauradores

Praça do Rossio (Praça Dom Pedro IV)
Praça do Rossio (Praça Dom Pedro IV)

Se você tem a tarde disponível, pode começar pela visita ao bairro da Baixa. Um bom ponto de partida é a Praça dos Restauradores, onde está o magnífico edifício do Hotel Éden. Nessa praça começa a Avenida da Liberdade, a mais importante de Lisboa, que termina na Praça do Marquês de Pombal, onde começa a Lisboa mais moderna.

Ao lado está a Praça do Rossio com o Teatro Nacional e seu famoso café Nicola. Essa praça é um dos lugares mais animados de Lisboa. Daqui podemos ir à Praça de Figueira com suas casas de arquitetura especial e que oferece uma ótima vista do Castelo de São Jorge.

Estas três praças estão muito perto uma das outras, a apenas cem passos. Da Praça Figueira sai uma elegante rua de pedestres, a Rua Augusta que, através de um Arco do Triunfo, entra na Praça do Comércio. Você não pode deixar de passar em duas ruas que cruzam a Augusta: a Rua Aurea e a Rua da Prata.

Se você estiver cansado, pode pegar o bondinho número 12, que em seu percurso nos mostra um pouco deste bairro.

A região é muito animada e será fácil encontrar um lugar para jantar e tomar um café ou um drinque antes de descansar.

Manhã 1º dia: Castelo de São Jorge, Alfama e Parque das Nações

Castelo de São Jorge
Castelo de São Jorge iluminado

Oceanário de Lisboa
Oceanário de Lisboa

Antes de nada, o ideal é comprar um abono de transporte para todo o dia já que você irá usá-lo bastante. Lembramos que Lisboa é uma cidade onde não é necessário – é até pouco recomendável – alugar um carro para passear.

Para começar a rota, você deve ir até a Praça Figueira, onde poderá pegar o bondinho 28, que leva até as portas do Castelo de São Jorge, em um lugar chamado de Largo das Portas do Sol, de onde se tem uma bela vista de Lisboa e do rio Tejo. Aos seus pés, vemos dois bairros antigos e especiais: a Mouraria e a Alfama. A Alfama é um antigo bairro de pescadores com ruelas para caminhar sem pressa.

Se você já visitou o castelo e é hora do almoço, você pode comer em algum dos modestos e populares restaurantes, e em alguns deles você irá encontrar até fado ao vivo.

Agora o ideal é pegar um dos ônibus que levam até o Parque das Nações. Esta é a região onde aconteceu a Exposição de 1998 e hoje é um centro de lazer e cultura onde funciona o Cassino de Lisboa. Você pode apreciar a moderna Ponte Vasco da Gama, a maior da Europa, e visitar o Oceanário.

Tarde noite 1º dia: Chiado e Bairro Alto

Para chegar a esses bairros, a melhor alternativa é pegar o bonde 28, o Elevador de Santa Justa ou o Elevador da Glória, que está na Praça dos Restauradores.

No Chiado, bairro que foi reconstruído após o incêndio de 1988, as ruas mais importantes são a do Carmo, com as ruínas da igreja de mesmo nome que foi mantida como estava para lembrar o grande terremoto, e a de Garret. É um bairro elegante e boêmio, conhecido como “Montmarte” de Lisboa.

Lugar comum de encontro na rua Garret é o café A Brasileira, que tem em seu terraço uma estátua do poeta Fernando Pessoa. 

No Bairro Alto, ao qual chegamos pela Rua Misericórdia, há numerosas cafeterias, bares e restaurantes, assim como lojas de antiguidades. Provavelmente, junto com a Alfama, esse seja o melhor bairro para escutar fados.

Depois do jantar, não faltarão lugares para tomar algo nesse bairro. Se você ainda tiver energia, você pode ir a Santo Amaro, Santos ou Alcântara para dançar.

Manhã 2º dia: Belém 

Mosteiro dos Jerônimos
Os Jerônimos visto do mirante dos Descobridores

O bairro de Belém é o mais espetacular de Lisboa, já que conta com as duas joias da cidade: o Mosteiro dos Jerônimos, com visita obrigatória à sua Igreja e Claustro, e a Torre de Belém, monumentos que por si só justificam uma viagem a Lisboa.

Você pode ir a Belém saindo da Praça do Comércio com o bonde 15.

Em Belém você também encontrará a Ponte 25 de Abril, o Monumento aos Descobrimentos, o Museu Nacional de Coches e, é claro, os famosos pastéis.

Já será tarde, mas em 48 horas você terá visto o suficiente de Lisboa para ter vontade de voltar. 

Você tem mais dias em Lisboa? 

Se você tiver mais dias na cidade, não deixe de visitar algumas das cidades próximas.