Elevador de Santa Justa

A meio caminho entre transporte e atração turística, o Elevador de Santa Justa solucionou os problemas que havia em Lisboa para comunicar as partes alta e baixa da cidade.

O Elevador de Santa Justa é uma das formas mais rápidas de ir da Baixa ao Bairro Alto. Assim como os bondes, não é apenas um meio de transporte, mas também uma atração turística

Como meio de transporte, o elevador abriu suas portas ao público em 10 de julho de 1902 com o nome de Elevador do Carmo. No dia da sua inauguração foram vendidas mais de 3.000 entradas.

O elevador foi recebido com grande entusiasmo pelos habitantes de Lisboa, já que a conexão entre a parte alta e a parte baixa da cidade havia sido desde sempre um importante problema de transporte.

No início, o Elevador do Carmo funcionava a vapor. Em 6 de novembro de 1907 foi finalizada a instalação de motores elétricos.

Elevador de Santa Justa como atração turística

O Elevador de Santa Justa tem 45 metros de altura e sua estrutura lembra a da Torre Eiffel, o que não é uma coincidência, já que Raoul Mesnier de Ponsar era seguidor do arquiteto francês.

Da sua parte superior temos uma bela vista da Baixa, por isso é um dos principais mirantes da cidade desde a sua criação.

Como curiosidade, o elevador admite 20 pessoas para subir, mas só 15 para descer. No início, transportava 24 passageiros.

Horário

Horário de verão (01º de maio a 31 de outubro) e semana da Páscoa: das 7:30 às 23:00 horas.
Horário de inverno (01º de novembro a 30 de abril): das 7:30 às 21:00 horas.

Preço

Passagem comprada a bordo: 5,15€ (dá direito a duas viagens).
Cartão 7 Colinas ou Viva Viagem: 1,45€.

Transporte

Metrô: Baixa/Chiado, linhas azul e verde.

Lugares próximos

Praça do Rossio (184 m)
A Baixa (196 m)
Castelo de São Jorge (529 m)
Praça do Comércio (567 m)
Catedral de Lisboa (589 m)