Alfama

A Alfama é um dos bairros mais traicionais de Lisboa. Suas ruas estreitas foram residência de pescadores durante muitos anos.

Aos pés do Castelo de São Jorge, entre ele e o mar, está este bairro humilde e antigo de pescadores, essência de Lisboa, bairro de cheiros e sentimentos, de vida tímida, berço do fado: expressão da melancolia do povo português.

O bairro da Alfama já era habitado na época visigoda. É possível ver a passagem dos romanos pela cidade através das ruínas do Teatro Romano (século I a.C.), situadas na rua da Saudade e no interior da catedral. A maioria das igrejas cristãs foram destruídas no terremoto.

Na parte alta da Alfama, perto do castelo, temos uma magnífica panorâmica de todo o bairro, que desce até o Tejo, e do próprio porto.

Como não podia ser diferente, na Alfama está o Museu do Fado.

Chegar a Alfama

Suas ruazinhas íngremes e estreitas, que inspiraram os mais belos versos de fado, não foram pensadas para o trânsito sobre rodas.

Para chegar ao alto do bairro, você pode optar por dar um passeio do centro ou pegar o nostálgico bonde 28, uma opção confortável e bonita que te deixará na parte alta do bairro.